terça-feira, 8 de fevereiro de 2022

Espaço Educandos 2022

 Portal Code









4) robô pega e entrega - plano de aula - Turma F - Miguel e Iara



8) Mapa










Gentilezas


Outras Atividades

1) Quiz educação ambiental

2) Maps 

3) Coleta Seletiva

quem demora 400 anos para se decompor
O que é extraído da árvore para fazer o papel
para que serve a compostagem
Recurso não renovável - ou seja - que pode acabar

5) 

Festa de Encerramento 2021




segunda-feira, 15 de junho de 2020

LIFE NOTE - CAPÍTULO FINAL (10) - REVELAÇÕES




Um agradecimento especial à Belinha que narrou com muita graça e doçura esse capítulo final e às crianças do Centro Social Carisma que mergulharam na história e fizeram desenhos maravilhosos    



Capítulo 10 - Revelações 

Sim… Era o Frederico que latia no quintal.  Ao ver Majô, ele fez a festa pulando, latindo, abanando o rabo e tudo aquilo que só um cachorro sabe fazer quando está muito feliz.


Anicélia, largou o Mickey no chão e saiu pulando de felicidade para brincar com o cachorro. João Pedro, largou o celular e também foi saudar o Frederico aparecido.

Suely, a amiga de Majô que trabalhava no mercadinho estava em frente ao portão, juntamente com um moço desconhecido. Era um belo moço negro, alto, cabelo estilo rastafári, que pela expressão no olhar, parecia sorrir… Mas a máscara de proteção a impedia de ver esse detalhe.  Seria o misterioso Vitor? 

- Grande João Pedro!!! Disse o rapaz misterioso para o irmão mais velho.

- Falaaaeee Vitão!!!  Firmeza!?! Disse João Pedro  cumprimentando-o, como se fossem velhos conhecidos, apenas com palavras, nada de toques por causa do distanciamento social.

- Eu não estou entendendo nada. Vocês se conhecem?  Vocês podem me explicar o que está acontecendo aqui? Disse Majô cheia de interrogações.

Vitor iniciou as revelações dizendo:

- Bom… como você já deve ter deduzido. Eu sou o Vitor e conheci seu irmão na época em que ele fez bico no mercado. Lembro-me que estava procurando alguns produtos  e seu irmão veio me ajudar tão gentilmente. Ficamos conversando sobre assuntos diversos: séries, filmes e  livros, que é meu grande vício. O João Pedro confidenciou que ninguém na casa dele gostava de ler. Eu fiquei de mandar alguns e-books pra ele via whats, né JP?(este era o apelido do irmão mais velho)

João Pedro, prosseguiu dizendo:

- Sim… e o Vitor enviou mesmo os e-books. E eu até que gostei de alguns. Ele criou um grupo no whats e,  volta e meia a gente comentava sobre um livro ou filme ou série. Dava dicas de aplicativos, como o Duolingo para se aprender inglês.  A Suely também estava no grupo.

Suely, que virou fã do Vitor, prosseguiu com as revelações dizendo:

- O Vitor sempre foi preocupado em ajudar as pessoas. Sempre dizia que os livros salvaram a vida dele e, no que pudesse, ele faria de tudo para entusiasmar as pessoas a lerem. Ele nos contou que  foi lendo muito que  ganhou o hábito de estudar,  passou no vestibular, fez uma faculdade de veterinária e ainda visitou vários lugares legais.   Eu desconfio que esse Vitor não é gente não, mas um anjo e daqueles bem inteligente.

O Vitor ficou constrangido com tantos elogios e disse:

- Para com isso gente…  Não tenho nada de especial. Só faço isso por amor a nossa amizade e porque quero viciar as pessoas em leitura.

Mas as grandes revelações começaram agora com o João Pedro dizendo:

 - Um dia, comentei com o Vitor sobre o meu desejo de fazer uma brincadeirinha com as minhas irmãs para ajudá-las na monotonia da quarentena, daí ele teve a ideia de criar  LifeNote para ajudar você e Anicélia a se interessarem mais pelas coisas da escola e por leitura. Eu achei ótima ideia e topei na hora, ser cúmplice. Arrumamos um caderno, e daí coloquei na rua para que  você o achasse, naquele dia em que foi ao mercadinho, lembra?!

Suely continuou com a narrativa:

- O que a gente não esperava é que, passaram alguns dias, uma tragédia aconteceu:  O Frederico foi atropelado bem em frente ao mercadinho. O Vitor, que estava ali por perto, prestou os primeiros socorros, mas teve que levá-lo para a clínica veterinária, onde trabalhava para tratá-lo melhor, pois ele sofreu algumas fraturas. É  por isso que digo que ele é um anjo. Enfim, eu fiquei desesperada pois precisava comunicar sobre a tragédia do Frederico para vocês.

Vitor prosseguiu dizendo:

- Eu sugeri a Suely que não contasse sobre o acidente  para as meninas ainda. Na hora tive uma ideia. Por que não usar essa situação para o bem? Pedi a Suely que inventasse uma história qualquer de um tal Vitor  que perdeu um caderno cheio de enigmas misturado com souvenirs perdidos. Na sequência, mandei um whats para o João Pedro falando sobre o acidente com o Frederico, tranquilizando de que ele estava bem, e que a gente poderia aproveitar a situação para realizar  o plano LifeNote.  E que também avisasse a mãe que não se preocupasse com as despesas: era um presente amigo, do tipo uma corrente do bem. 

João Pedro revelou, ainda:

- Todos os dias,  o Vitor se comunicava comigo, dando notícias do Frederico e das suas melhoras e também me passava  as coordenadas para o plano LifeNote, como as letras enigmáticas e souvernirs escondidos, inclusive nos encontramos uma vez para pegar os mesmos e fazer todo aquele mistério. E acho que enganei todo mundo.  Até  que sou um bom ator, fazendo cara de paisagem e colocando as pistas, disfarçadamente,  sempre que vocês iam comer alguma coisa na cozinha, afinal, vocês vivem comendo o dia inteirinho… se vangloriou o irmão mais velho.

 Majô interrompeu as revelações dizendo.

- Alto lá mocinho. Quem  é a louca da comidinha é a Anicélia.

Mas Anicélia não estava nem aí. Ela brincava alegremente com Frederico e o Mickey. E por falar em Mickey, ia acontecer  o maior chororo quando tivesse que devolvê-lo.

Vitor finalizou:

- Eu espero que vocês tenham gostado da brincadeira, porque queríamos que vocês conquistassem mais e mais aprendizado nessa quarentena, com bastante  sabedoria para que todos ficassem saudáveis,  tendo como base o AMOR, que é disso que o nosso Brasil está precisando. O Frederico está muito bem agora, né garotão?

E Frederico latiu sorrindo para o novo amigo.

E é assim que a nossa história vai se terminando com muito AMOR. 

- E por falar em AMOR…vou pegar os seus souvenirs que estão na estante. Disse Majô

- Não precisa, respondeu Vitor. Sempre que faço os meus mochilões de viagem, eu compro alguma coisinha a mais para presentear os amigos. Daí tinha esse Mickey que achei que a sua irmãzinha ia gostar. Pelo visto acertei. E por falar em presente…Suely?

Suely continuou:
- Trouxemos um presentinho para você Majô. A gente fez uma vaquinha e o comprou pra você.   Entregando para ela, um pequeno pacote em forma retangular.

Majô agradeceu toda  sem jeito. Na verdade, estava sem palavras, porém feliz da vida com a volta de Frederico e todo aquele plano maluco. Ela desconfiou de algo naquele dia em que viu uma mensagem no celular do irmão com um número estranho. Agora tudo fazia sentido.  Foi algo diferente, mas muito legal.  Irmão era tudo de bom. Quanto a Vitor, concordou com Suely, parecia um anjo. Amava tudo aquilo. Amava sua família. O plano Life Noite fez ela  ler mais, aprender as coisas, ser grata  e ainda ganhar um presente. O que seria aquele pacote retangular? Parecia um livro…. mas… ao desembrulhar o pacote, Majô dá um grito de felicidade.



- É um tablet!!!! Agora vou conseguir fazer os meus trabalhos, pesquisas sem ficar na dependência da mãe e também vou poder ajudar a minha irmãzinha com as lições. Disse Majô emocionadíssima.

Todos estavam com o coração aquecido de gratidão.


Frederico por voltar para a sua casa.
Vitor e Suely por poder ajudar aquela família.
João Pedro por ser cúmplice em uma aventura tão legal.

A mãe, que acabou de chegar e viu todo esse clima de solidariedade, teve uma vontade imensa de abraçar o Vitor e agradecer por tudo o que fez. Que anjo, esse moço!
Até a  avó apareceu dessa vez. Largou a costura, pôs sua máscara e veio participar daquele momento tão mágico.

Todos distantes socialmente, mas unidos em AMOR. 
Esses pequenos atos de bondade foram como anotações de vida na alma das pessoas. O mundo ficou mais conectado através das máquinas, mas por detrás de cada uma delas tem um ser humano com sabedoria ou ignorância… mas ali, naquela pequena cena de Majô com seus amigos, A SABEDORIA  venceu a ignorância e o Life Note aconteceu:  ANOTAÇÕES DE VIDA, através de boas memórias  que Majô iria carregar em seu coração para o resto de sua  vida.






Você leu todos os capítulos? Então avalie aqui o Life Note:


Imagem para face Gif barrinha divisória borboleta prateada e 764

RESUMO 

 Majô mora em uma casa bem simples com a mãe, a vó, o irmão mais velho e a irmãzinha, Anicélia. Um dia, ela acha um caderno misterioso enquanto ía ao mercado.  Aparentemente nesse caderno não tinha nenhuma anotação, nem mesmo nome do dono, mas à medida que o tempo passa e as missões são realizadas, palavras, letras e enigmas vão aparecendo misteriosamente, inclusive Vitor, o antigo dono do caderno que perdeu o mesmo por não conseguir realizar as missões, e agora Majô não poderá devolve-lo, pois se tornou a dona legítima dele ao descobrir as palavras base SABEDORIA E IGNORÂNCIA. E assim Majô tenta descobrir o mistério do caderno com ajuda dos amigos.

Qual escolha a gente faz para resolver os problemas da vida? Ignorância ou Sabedoria?

Capítulos do Life Note:

 

capítulo 1 - O Caderno

capítulo 2 - Margarina 

 capítulo 3 - As palavras Secretas

 capítulo 4 - Enigmas

 capítulo 5 - Mais ou Menos

 capítulo 6 - Sabedoria x Ignorância

 capítulo 7 - Onde está o Frederico?

 

 capítulo 8 - Precisa-se de Respostas!

 

Capítulo 9 - O Amor 

 

Capítulo 10 - Revelações


Imagem para face Gif barrinha divisória borboleta prateada e 764


Para saber quantas gentilezas você tem e outros links,  acesse : "ESPAÇO EDUCANDOS"







 




segunda-feira, 8 de junho de 2020

LIFE NOTE - CAPÍTULO 9 - O AMOR


 
Um agradecimento especial à Belinha que narrou com muita graça e doçura esse capítulo nono e às crianças do Centro Social Carisma que mergulharam na história e fizeram desenhos maravilhosos.
 

Capítulo 9 - O Amor



Majô precisava de respostas, mas onde estaria a  chave para desvendar esse mistério? 


Instintivamente Majô olhou para a chave na porta da sala e viu algo que não estava lá antes: Um grande chaveiro com a estátua do Cristo Redentor, preso à chave na porta da sala.

- Hummm!!! Este chaveiro nunca esteve aqui e agora apareceu misteriosamente. 


Majó pega o chaveiro para se certificar de que estava correta e percebe que é realmente o Cristo Redentor que fica no Rio de Janeiro. Provavelmente foi a última cidade visitada pelo Vitor. Mas como foi parar ali na sua porta? 


- João Pedro você viu quem colocou esse chaveiro aí? Perguntou Majô para o irmão mais velho


- É claro…………. que não. Respondeu o irmão


Majó já sabia da resposta dele, mas perguntou por desencargo na consciência.


Olhou para Anicélia que brincava distraidamente para o Mickey e fez a mesma pergunta a ela,  mas a pequena menina não  soube responder.


A mãe tinha ido  à  Caixa Econômica Federal para resolver uns problemas com o auxílio emergencial e  a avó, como sempre, quase nem a via, pois estava muito ocupada com a costura de  máscaras de proteção para vender para os conhecidos. 


A…Alagoas - o barquinho

M…Minas Gerais - a caneca

O…Orlando - o Mickey fofão

R … Rio de Janeiro - o chaveiro


Finalmente tinha os 4 souvenirs,resultando na palavra  A… M… O…. R….

Lembrou-se da postagem da Celina, gestora do Centro Social:



O amor era a chave de tudo.


O Brasil passava por tantos conflitos relacionados ao Amor e não era aquele amor de namoradinhos. Era um amor diferente, no qual todos deveriam ser beneficiar. O amor da ética (sem roubalheira política) + o amor da empatia (se colocar no lugar das pessoas). Era urgentemente uma intervenção do amor e foi aí que apareceu mais uma forma de amor: o da gratidão. E recadinhos e imagens de gratidão foram aparecendo:








 










“AQUILO QUE SE PERDEU, AOS POUCOS SERÁ ACHADO.

 É NECESSÁRIO MUITO ESFORÇO. ”



De repente, Majó ouviu alguns latidos lá no quintal.


Seria Frederico?


 Continua no próximo Capítulo




Imagem para face Gif barrinha divisória borboleta prateada e 764


 

 

 RESUMO 

 Majô mora em uma casa bem simples com a mãe, a vó, o irmão mais velho e a irmãzinha, Anicélia. Um dia, ela acha um caderno misterioso enquanto ía ao mercado.  Aparentemente nesse caderno não tinha nenhuma anotação, nem mesmo nome do dono, mas à medida que o tempo passa e as missões são realizadas, palavras, letras e enigmas vão aparecendo misteriosamente, inclusive Vitor, o antigo dono do caderno que perdeu o mesmo por não conseguir realizar as missões, e agora Majô não poderá devolve-lo, pois se tornou a dona legítima dele ao descobrir as palavras base SABEDORIA E IGNORÂNCIA. E assim Majô tenta descobrir o mistério do caderno com ajuda dos amigos.

Qual escolha a gente faz para resolver os problemas da vida? Ignorância ou Sabedoria?

Capítulos do Life Note:

 

capítulo 1 - O Caderno

capítulo 2 - Margarina 

 capítulo 3 - As palavras Secretas

 capítulo 4 - Enigmas

 capítulo 5 - Mais ou Menos

 capítulo 6 - Sabedoria x Ignorância

 capítulo 7 - Onde está o Frederico?

 

 capítulo 8 - Precisa-se de Respostas!

 

Capítulo 9 - O Amor 

 

Capítulo 10 - Revelações

Imagem para face Gif barrinha divisória borboleta prateada e 764


Para saber quantas gentilezas você tem e outros links,  acesse : "ESPAÇO EDUCANDOS"

segunda-feira, 1 de junho de 2020

LIFE NOTE - CAPÍTULO 8 - PRECISA-SE DE RESPOSTAS


Um agradecimento especial à Belinha que narrou com muita graça e doçura esse oitavo capítulo e às crianças do Centro Social Carisma que mergulharam na história e fizeram desenhos maravilhosos

https://soundcloud.com/lina-ramos-774797662/life-note-capitulo-8-precisa-se-de-respostas


Capítulo 8 Precisa-se de Respostas!

 





Anicélia finalmente conseguiu abrir o pacote misterioso e era um enorme e fofo Mickey Mouse, o qual ela  abraçou carinhosamente.


 Majô pediu que Anicélia lhe mostrasse o  Mickey, mas ela se recusou abraçando o mesmo com força. 

  - É meu! Ganhei do papai Noel! Eu nunca vou me separar dele! É meu amigo agora! Disse Anicélia, muito firmemente, mas percebia-se que ela ía cair no  choro em breve. 

 Era necessário muita calma nessa hora. E muita psicologia também.  Por isso, Majô se aproximou com muito cuidado acariciando a cabeça da irmãzinha dizendo:

 - Ani, lembra-se do barquinho e da caneca que estão no alto da estante? Eles pertencem ao Vitor e talvez esse  Mickey também. Se quisermos o Frederico de volta, temos que cuidar muito bem desses objetos para devolvê-los e assim resgatar o nosso querido Frederico. Você pode brincar um pouco com ele, mas não deve sujar, nem estragar. Combinado?

 Anicélia ficou pensativa agarrada ao Mickey  e por fim perguntou:- O Frederico vai voltar?

 - Sim… mas só com a sua ajuda. Respondeu Majô estendendo a mão, como se pedisse para a irmã lhe entregar o Mickey.

 Anicélia entendeu o recado e entregou o Mickey para Majô, que  finalmente pode segurá-lo,  analisando cada detalhe:

 Era um grande Mickey, muito fofo,  com uma camiseta escrita: I Love Disney -  Orlando.  A palavra Orlando estava escrita bem pequena. Seria uma pessoa? Hummm… Pesquisou no google e descobriu que Orlando é uma cidade que pertence a Flórida, que fica nos Estados Unidos e é lá que estão aqueles grandes parques temáticos da Disney. O Mickey Mouse era um  souvenir que  veio de Orlando. Pelo visto, o Vitor esteve lá.

 As coisas agora estavam mais claras. 

 A…Alagoas - o barquinho

M…Minas Gerais - a caneca

O…Orlando - o Mickey fofão

 - Humm… Aposto que a próxima letra vai ser a letra  R. Para onde será que Vitor foi viajar dessa vez?

 R de Resiliência. Nunca tinha entendido direito essa palavra. Mas agora na quarentena ela estava vivendo na prática a resiliência, ou seja, estava se adaptando às mudanças  e se reinventando. Não era nada fácil, mas era questão de sobrevivência.

 R de reunião online. Agora na quarentena ninguém mais se reunia de verdade, mas só naqueles hangouts, meetings… Tantas reinvenções.

 Reinventar, reaprender, reconstruir…. mas o R que Majô mais queria no momento era  Resgatar, rever, recuperar Frederico.

- Eii… me dá meu Ratão!!! disse Anicélia tomando o Mickey das mãos de Majô,   abraçando o com carinho e tome esse Cadernão bobo, entregando para ela o Life Note.

 Majô abriu o caderno incredulamente, e  para a sua surpresa,  lá já estava a letra R.


A… M… O… R…

 A palavra estava completa.

 Só faltava agora o último souvenir, encontrar se com o Vitor para devolvê-los e resgatar o Frederico.

 Mas como iria conseguir fazer tudo isso?

 Majô teve seus pensamentos interrompidos pelo barulho de notificação do whatsapp que veio do celular de João Pedro que estava carregando na tomada. O irmão mais velho tinha ido ao banheiro. Ela esticou o olho para ver de quem era, mas não tinha nome, apenas números, mas esta dizia:   - você conseguiu fazer a missão R

Nisso João Pedro chega e reclama com Majô por estar olhando no seu celular. 

 - O que significa: “ você conseguiu fazer a missão R”? Perguntou Majô ao irmão, se corroendo de curiosidade.

 - Noé!!! Respondeu João sarcasticamente.

 - Como? Perguntou Majô sem entender.

 - “Nom é” da sua conta.  Disse o irmão se matando de rir.

 Anicélia que não estava entendendo nada, começou a rir com o irmão,  dançando e  abraçada com o Mickey.

 Majó começou a rir também da cena. Vivia caindo nessa pegadinha. Era o jeito zuado de se amar entre irmãos. Mas ainda estava pensando na frase que viu no celular do João Pedro: “você conseguiu fazer a missão R?” Estava tudo estranho demais… Precisava de respostas!

 Continua no próximo Capítulo



Imagem para face Gif barrinha divisória borboleta prateada e 764


 

 RESUMO 

 Majô mora em uma casa bem simples com a mãe, a vó, o irmão mais velho e a irmãzinha, Anicélia. Um dia, ela acha um caderno misterioso enquanto ía ao mercado.  Aparentemente nesse caderno não tinha nenhuma anotação, nem mesmo nome do dono, mas à medida que o tempo passa e as missões são realizadas, palavras, letras e enigmas vão aparecendo misteriosamente, inclusive Vitor, o antigo dono do caderno que perdeu o mesmo por não conseguir realizar as missões, e agora Majô não poderá devolve-lo, pois se tornou a dona legítima dele ao descobrir as palavras base SABEDORIA E IGNORÂNCIA. E assim Majô tenta descobrir o mistério do caderno com ajuda dos amigos.

Qual escolha a gente faz para resolver os problemas da vida? Ignorância ou Sabedoria?

Capítulos do Life Note:

 




Operação Sabedoria contra o Coronavírus




.